Agende sua Avaliação ou Ligue Agora
(11) 3459...ver tel

AGENDE A SUA AVALIAÇÃO DE FORMA RÁPIDA E FÁCIL

OU AGENDE PELO TELEFONE
(11) 3459...ver tel

Ortopedia funcional dos maxilares

De uma forma geral, a ortopedia funcional dos maxilares, conhecida tecnicamente como OFM, consiste em uma especialidade odontológica que visa corrigir imperfeições relacionadas com o posicionamento ósseo, muscular e funcionamento dos maxilares.

Como também, o posicionamento e alinhamento dentário e até mesmo problemas na ATM (articulação temporomandibular). O tratamento ortopédico pode ser realizado em pessoas de qualquer idade com o auxílio de aparelhos removíveis. A ortopedia funcional não causa dores, sendo realizada sem a necessidade de extrair componentes dentários, isso porque promove estímulos sensoriais contribuindo para harmonização da arcada.

PARA QUÊ SERVE O PROCEDIMENTO DE ORTOPEDIA FUNCIONAL?

A OFM, ou ortopedia funcional dos maxilares, trata-se de uma especialidade que surgiu na Europa em meados do século XX, chegando no Brasil apenas no século XXI, porém, realizada no país desde a década de 60.

A ortopedia funcional tem por objetivo oferecer ao sistema estomatognático condições para alcançar sua harmonização funcional e morfofuncional, como também tratar as maloclusões e as consequências delas nas condições físico-funcionais do paciente. Isso apenas é possível com a utilização de recursos terapêuticos, que por sua vez, manipulam dos estímulos funcionais. Além disso, a especialidade utiliza aparelhos removíveis, que são responsáveis por produzir estímulos neurais, que respondem de forma remodeladora, ou seja, alinhando na estruturas ósseas, articulares, funcionais e musculares.

Desta forma, os aparelhos mastigatórios e aparência estética da boca são restabelecidas, contribuindo para harmonização do sistema estomatognático.

É de responsabilidade da ortopedia funcional dos maxilares prevenir, diagnosticar, prognosticar e tratar problemas de crescimento e desenvolvimento dentário, erupção dentária, postura e movimentos dos maxilares, posicionamento, movimento da língua e distúrbios da mandíbula através dos métodos descritos acima.

COMO É REALIZADO O PROCEDIMENTO DE ORTOPEDIA FUNCIONAL?

O primeiro passo para a realização de um tratamento da especialidade da ortopedia funcional dos maxilares consiste na avaliação odontológica. Sinais como alterações nos aparelhos funcionais, respiração, prática de fonação, mastigação e deglutição devem ser avaliados pelo dentista especialista, que considera esses sintomas no planejamento do tratamento. O não tratamento pode resultar em agravamento desses sinais.

O uso do aparelho é essencial para resultados satisfatórios do tratamento. Essas peças ortopédicas funcionais consistem em artefatos móveis, ou seja, podem ser retirados pelo paciente em qualquer momento, característica que facilita a higienização e interação social. Além disso, sempre são colocados no maxilar inferior e superior, trabalhando juntos. Essas peças são compostas por fios inoxidáveis, resina acrílica e expansores.

Como dito anteriormente, esses aparelhos não causam dores, contribuindo para o conforto do paciente. Há diversos modelos, e a prescrição dessas peças respeita cada caso e necessidade do indivíduo, tais como:

  • Aparelhos planas simples;
  • Aparelhos planas composto;
  • Aparelhos planas composto com equiplan;
  • Aparelhos planas progênia;
  • Aparelhos bimler A;
  • Aparelhos bimler B;
  • Aparelhos bimler C;
  • Aparelhos Flankel.

Para ter noção do tipo de aparelho adequado para a realização do tratamento, é essencial que o paciente agende uma avaliação médica, se atentando aos procedimentos indicados pelo profissional.

COMO FUNCIONA A UTILIZAÇÃO DOS APARELHOS?

Os aparelhos utilizados são do tipo removíveis e devem ser usados de acordo com a orientação do dentista, levando em consideração o tempo de utilização da peça, manutenção, processo de higienização e modo de armazenamento.

Desta forma, é essencial que o paciente ative e troque os elásticos sempre que necessário e/ou conforme orientação do odontologista. Além disso, é de suma importância após a utilização, guardar o aparelho sempre em um estojo adequado, não sendo recomendável embrulhar a peça ou colocá-la no bolso. Não é indicado também a ingestão de alimentos enquanto utiliza o aparelho, como também o consumo de sucos e refrigerantes, porém, o paciente pode beber água.

A higienização é constante e frequente, é de suma importância que o paciente se atente as técnicas corretas, utilizando escovas de cerdas macias, fio dental e enxaguante bucal. Com o aparelho móvel, é essencial que seja realizado a devida higienização da peça com a escova, e o paciente deve segurar a peça pelo acrílico, jamais pelo fio ou laterais.

O aparelho móvel utilizado no tratamento da ortopedia funcional não deve ser colocado na arcada dentária após as refeições sem antes que o paciente realize a higienização nos dentes.

Uma dica para evitar o mau cheiro na peça é colocar o aparelho por 30 minutos em uma solução composta por meio copo de água, 1 colher (sopa) de água oxigenada volume 10 e 1 colher (chá) de bicarbonato de sódio.

Além disso, há um tipo de peça que é responsável pela limitação dos movimentos dentários dos componentes recém-posicionados, que recebem o nome de contenção. Esses artefatos podem ser fixos, semi-fixos ou removíveis, e o tempo médio de utilização é de 6 meses, porém, variam de acordo com cada caso.

QUAL A DIFERENÇA DA ORTOPEDIA FUNCIONAL DOS MAXILARES E A ORTODONTIA?

Apesar das duas especialidades terem em comum o mesmo objetivo, que é basicamente o de proporcionar o melhor posicionamento dos componentes dentários, melhorando assim a saúde bucal de uma forma geral, a ortopedia funcional e ortodontia possuem algumas diferenças mínimas. A ortodontia busca proporcionar estímulos com a utilização da força imposta pelos aparelhos fixos e móveis. Já a ortopedia funcional utiliza estímulos sensoriais, para promover então mudanças passivas na estrutura muscular e óssea da arcada dentária.

SAIBA COMO FUNCIONA A ORTOPEDIA FUNCIONAL EM CRIANÇAS

A ortopedia funcional realizada desde os primeiros desenvolvimentos dentários já na infância possui um papel de suma importância no crescimento do pequenino e prevenção de sua saúde bucal. Além disso, o tratamento corrige maus hábitos orais (respiração oral ou posicionamento incorreto da língua), sucção dos dedos de forma demasiada e até mesmo a utilização de chupetas.

Se essas manias e hábitos incorretos não forem devidamente corrigidos, a criança desenvolverá uma arcada dentária com estrutura comprometida, gerando mau desenvolvimento da estrutura esquelética e muscular, afetando a postura  e aparência física, podendo também gerar instabilidade nos tratamentos ortodônticos. Desta forma, é de suma importância que os responsáveis busquem auxílio de um especialista já nos primeiros componentes dentários desenvolvidos (à partir dos 6 anos de idade), onde já é possível identificar sinais de má oclusões.

Além dos maus hábitos orais, esses problemas de mau posicionamento dental podem ser hereditários, porém, o tratamento correto pode corrigir essas disfunções.

QUAIS OS OUTROS SINAIS E SINTOMAS QUE A ORTOPEDIA FUNCIONAL DOS MAXILARES TRATA?

Além de questões relacionadas com o maus hábitos que geram posicionamento dentário incorreto, a ortopedia funcional ainda atua tratando outros problemas que podem afetar a saúde bucal e os aparelhos funcionais do paciente. Veja abaixo alguns desses tratamentos.

APNÉIA DO SONO

De uma forma geral, a apnéia do sono (conhecida tecnicamente como síndrome de apneia obstrutiva do sono) consiste por uma disfunção que suspende a respiração (por em média 10 segundos) durante o sono, que causa obstrução das vias aéreas e falta de oxigenação no sangue. Além disso, essa síndrome afeta significativamente a vida do paciente e socialização, isso porque causa dores de cabeça, hiperatividades dos membros (pernas e braços agitados), mudanças de humor, dificuldades de concentração e em casos ainda mais graves, a apnéia pode desenvolver problemas de hipertensão, depressão e alteração sanguínea (policitemia).

As técnicas da ortopedia funcional também são utilizadas para tratar casos de apneia do sono, isso porque o uso dos aparelhos reposiciona a mandíbula e a língua, mantendo-as devidamente separadas, evitando assim a obstrução da passagem de oxigênio ou a sensação de “sufocamento”. Esse tipo de tratamento é simples, fisioterapêutico, conservador e realizado pelo profissional odontologista especialista.

Apesar de ser um problema cujo o tratamento é fácil e simples, a apneia do sono vem acometendo um grande número de pessoas, o problema pode ser prevenido por meio das atividades físicas, organização para dormir ao menos 8h por noite, o não consumo de bebidas alcoólicas, cigarros, sedativos e café, evitar dormir de barriga pra cima.

BRUXISMO

O bruxismo, de uma forma geral, consiste em uma disfunção que resulta no hábito de ranger e/ou pressionar os dentes. Geralmente, manifesta durante o sono do paciente e recebe o nome de bruxismo noturno, porém, há casos de manifestação do problema durante o dia, chamado de bruxismo diurno ou briquismo. Esse distúrbio afeta grande parte da população, atingindo principalmente crianças.

As causas do bruxismo são variadas, podendo nascer de problemas relacionados com o mau posicionamento ou má formação dentária, transtornos emocionais e psicológicos (estresse, ansiedade e tensões), ou também efeitos colaterais de alguns tipos de medicamentos. Além disso, essa disfunção pode gerar diversos sintomas no paciente, como dores de cabeça, mandíbula, pescoço, dores e zumbidos no ouvido. Quando não tratado, o bruxismo pode desencadear graves desgaste dental (ou até perdas de componentes dentários), insônias e transtornos emocionais mais acentuados como a depressão.

O tratamento mais indicado e realizado para acabar com esse distúrbio é a utilização de aparelhos ortopédicos, que consistem em placas dentárias e visam proteger a arcada dentária dos atritos causados pelo “ranger”. Além disso, é de suma importância que o paciente se atente à alguns cuidados do dia a dia, mantendo uma alimentação saudável, dormir ao menos 8h por dia, realizar exercícios físicos e evitar o consumo de substâncias que podem interferir na atividade funcional (exemplo: cafeína).

DISFUNÇÕES TEMPOROMANDIBULARES

A ATM (articulação temporomandibular) consiste na articulação que liga a mandíbula ao crânio, sendo responsáveis pelos movimentos funcionais da boca, como por exemplo: a mastigação e fala. Quando a articulação não funciona corretamente, é sinal claro de uma disfunção temporomandibular. Esses transtornos podem ser desencadeados por diversos fatores, como por exemplo: mau oclusões dentárias ou malformações ósseas, transtornos psicológicos e emocionais, problemas cognitivos, traumas (quebras), artrites (inflamações das articulações) e luxações.

Os sintomas mais comuns não são muito diferentes dos sinais de bruxismo, sendo eles: dores de cabeça, mandíbula e ouvidos, estalos na articulação durante processos simples do dia a dia (como mastigar ou falar) e vermelhidão da região.

Assim como o bruxismo, as disfunções podem ser tratadas com a ortopedia funcional dos maxilares, que será responsável por corrigir posicionamentos e reestruturar os aparelhos funcionais do paciente.

RESPIRAÇÃO ORAL

A respiração oral consiste em uma alteração nasal ou nasofaríngeo, que resulta na respiração bucal, que pode ser por hábito ou obstrução das vias aéreas superiores. Essa disfunção contribui de forma significativa para as alterações da estrutura dentária e óssea, acarretando más oclusões, alterações musculares e otorrinolaringológicas.

A ortopedia funcional para tratamento da respiração bucal deve ser indicado pelo especialista odontologista, que por sua vez avalia o paciente e considera as alterações funcionais para o planejamento do procedimento.

QUAL A IMPORTÂNCIA DO TRATAMENTO?

A ortopedia funcional dos maxilares consiste em um tratamento de suma importância para o bom desempenho dental e ósseo do paciente, isso porque recupera as funcionalidades dentárias e contribui para a harmonização facial e do sorriso. Além disso, quando tratado desde cedo, nos primeiros sinais de mau posicionamento na infância, tende a ser um processo mais fácil e simples.

QUANTO CUSTA UM TRATAMENTO DE ORTOPEDIA FUNCIONAL DOS MAXILARES?

Os custos de um tratamento da ortopedia funcional são acessíveis, porém, varia de acordo com a clínica, procedimento, tipo de aparelho e processo. Para informações mais contundentes, é de suma importância que o paciente agende uma avaliação com um profissional e se submeta aos procedimentos necessários.

ONDE ENCONTRAR UMA CLÍNICA ADEQUADA?

Encontrar uma clínica adequada pode não ser uma tarefa fácil, desta forma, é de suma importância que o paciente pesquise em portais e redes sociais, além de pedir referências aos amigos. Contribuindo assim para um procedimento relativamente satisfatório.

O Sorriso Ideal conta com os melhores profissionais e tecnologias mais avançadas do mercado. Atuando com responsabilidade e competência, oferece os mais diversos procedimentos odontológicos, atendendo assim necessidades dos mais variados públicos. Não perca mais tempo e agende já a sua avaliação de forma simples através do site Sorriso Ideal ou pelo telefone: (11) 3459-2090. Entregue o seu sorriso nas mãos de profissionais que entendem o valor que ele possui.

Faça uma Avaliação: Agendamento ou Ligue Agora
(11) 3459...ver tel

Regiões onde a Vue Odonto atende ortopedia funcional dos maxilares:


  • Aclimação
  • Bela Vista
  • Bom Retiro
  • Brás
  • Cambuci
  • Centro
  • Consolação
  • Higienópolis
  • Glicério
  • Liberdade
  • Luz
  • Pari
  • República
  • Santa Cecília
  • Santa Efigênia
  • Vila Buarque
  • Brasilândia
  • Cachoeirinha
  • Casa Verde
  • Imirim
  • Jaçanã
  • Jardim São Paulo
  • Lauzane Paulista
  • Mandaqui
  • Santana
  • Tremembé
  • Tucuruvi
  • Vila Guilherme
  • Vila Gustavo
  • Vila Maria
  • Vila Medeiros
  • Água Branca
  • Bairro do Limão
  • Barra Funda
  • Alto da Lapa
  • Alto de Pinheiros
  • Butantã
  • Freguesia do Ó
  • Jaguaré
  • Jaraguá
  • Jardim Bonfiglioli
  • Lapa
  • Pacaembú
  • Perdizes
  • Perús
  • Pinheiros
  • Pirituba
  • Raposo Tavares
  • Rio Pequeno
  • São Domingos
  • Sumaré
  • Vila Leopoldina
  • Vila Sonia
  • Aeroporto
  • Água Funda
  • Brooklin
  • Campo Belo
  • Campo Grande
  • Campo Limpo
  • Capão Redondo
  • Cidade Ademar
  • Cidade Dutra
  • Cidade Jardim
  • Grajaú
  • Ibirapuera
  • Interlagos
  • Ipiranga
  • Itaim Bibi
  • Jabaquara
  • Jardim Ângela
  • Jardim América
  • Jardim Europa
  • Jardim Paulista
  • Jardim Paulistano
  • Jardim São Luiz
  • Jardins
  • Jockey Club
  • M'Boi Mirim
  • Moema
  • Morumbi
  • Parelheiros
  • Pedreira
  • Sacomã
  • Santo Amaro
  • Saúde
  • Socorro
  • Vila Andrade
  • Vila Mariana
  • Água Rasa
  • Anália Franco
  • Aricanduva
  • Artur Alvim
  • Belém
  • Cidade Patriarca
  • Cidade Tiradentes
  • Engenheiro Goulart
  • Ermelino Matarazzo
  • Guianazes
  • Itaim Paulista
  • Itaquera
  • Jardim Iguatemi
  • José Bonifácio
  • Moóca
  • Parque do Carmo
  • Parque São Lucas
  • Parque São Rafael
  • Penha
  • Ponte Rasa
  • São Mateus
  • São Miguel Paulista
  • Sapopemba
  • Tatuapé
  • Vila Carrão
  • Vila Curuçá
  • Vila Esperança
  • Vila Formosa
  • Vila Matilde
  • Vila Prudente
  • São Caetano do sul
  • São Bernardo do Campo
  • Santo André
  • Diadema
  • Guarulhos
  • Suzano
  • Ribeirão Pires
  • Mauá
  • Embu
  • Embu Guaçú
  • Embu das Artes
  • Itapecerica da Serra
  • Osasco
  • Barueri
  • Jandira
  • Cotia
  • Itapevi
  • Santana de Parnaíba
  • Caierias
  • Franco da Rocha
  • Taboão da Serra
  • Cajamar
  • Arujá
  • Alphaville
  • Mairiporã
  • ABC
  • ABCD
  • Bertioga
  • Cananéia
  • Caraguatatuba
  • Cubatão
  • Guarujá
  • Ilha Comprida
  • Iguape
  • Ilhabela
  • Itanhaém
  • Mongaguá
  • Riviera de São Lourenço
  • Santos
  • São Vicente
  • Praia Grande
  • Ubatuba
  • São Sebastião
  • Peruíbe

Conheça nossas Especialidades

Clínico

Estética

Implantes

Ortodontia

Cirurgia